S. Rafael Barón: “Para estar a sós com Deus”

« Um dos encantos da vida monástica é estar oculto aos olhares do mundo. Isto o compreenderá quem gostar de meditar a vida de Cristo. Para dedicar-se a uma arte, para aprofundar-se em uma ciência, o espírito necessita solidão e isolamento, necessita recolhimento e silêncio. Contudo, para a alma enamorada de Deus, para a alma que … Continue lendo S. Rafael Barón: “Para estar a sós com Deus”

“Que todo o meu ser se alegre em tua presença”

Getrudes de Helfta monja cisterciense "Que os votos e desejos do meu coração se alegrem na tua presença, e que os dons de tuas graças cantem a vossa glória. Que os suspiros e gemidos deste exílio alegrem-se em tua presença, e te louvem ó meu Deus, minha espera, minha esperança. Que minha esperança e minha … Continue lendo “Que todo o meu ser se alegre em tua presença”

“Corramos para os irmãos que nos esperam”

São Bernardo de Claraval Segundo Sermão para a festa de Todos os Santos Que aproveitam aos santos o nosso louvor, a nossa glorificação e até mesmo esta solenidade? Para quê tributar honras terrenas a quem o Pai celeste glorifica, segundo a promessa verdadeira do Filho? De que lhes servem os nossos elogios? Os santos não … Continue lendo “Corramos para os irmãos que nos esperam”

São Bernardo e as três motivações do coração

Homilia de D. Bernardo Bonowitz para a Solenidade de São Bernardo de Claraval 20 de agosto de 2019 Em seu “Tratado sobre o Amor de Deus”, São Bernardo apresenta uma de suas tríades mais importantes.  O tema é a nossa motivação de fundo. O que está na raiz de nosso pensamento, de nossas atitudes, de … Continue lendo São Bernardo e as três motivações do coração

“Que o milagre de Cister se renove em nós, hoje”

26 de janeiro: Solenidade dos Santos Fundadores de Cister Homilia de D. Bernardo Bonowitz, abade do Mosteiro Trapista de Nossa Senhora do Novo Mundo O nascimento de nossa Ordem é o fruto de quatro elementos em interação: o amor à Regra de São Bento, o despertar da consciência individual, a inspiração do Espírito Santo e … Continue lendo “Que o milagre de Cister se renove em nós, hoje”

Gregório de Nissa: “A bondade divina brilhará em ti”

Homilia VI sobre as Bem-aventuranças Se, fazendo um esforço de vida perfeita, limpares as escórias do teu coração, a bondade divina brilhará de novo em ti. É o que acontece com um pedaço de metal quando a pedra de amolar lhe tira a ferrugem: anteriormente, estava enegrecido, mas depois brilha ao sol. Do mesmo modo, … Continue lendo Gregório de Nissa: “A bondade divina brilhará em ti”

São Gregório de Nissa e a mística do “não-saber”

Gregório de Nissa (c. 330-395), nasceu na Capadócia (Ásia Menor; hoje Turquia). Junto com seu irmão Basílio Magno e Gregório de Nazianzo, formam o grupo dos chamados “Padres Capadócios”, cuja contribuição teológica e espiritual à Igreja do Oriente é imensa. A influência de Gregório de Nissa no pensamento dos Padres Cistercienses é considerável; pretendemos aprofundar … Continue lendo São Gregório de Nissa e a mística do “não-saber”

Todos os Santos que militaram sob a Regra de São Bento

No dia 13 de novembro, quando a família beneditina e cisterciense celebra a festa de Todos os Santos que Militaram sob a Regra de São Bento, veneramos não apenas os grandes — São Bento, São Bernardo, Santa Escolástica — mas, e talvez ainda mais, a multidão de monges e monjas anônimos que empenharam toda a … Continue lendo Todos os Santos que militaram sob a Regra de São Bento

S. Amadeu de Lausanne (1110-1159), o monge trovador da Santíssima Virgem

Amadeu de Clermont, Amadeu de Bonnevaux, Amadeu de Hautecombe, e, finalmente, Amadeu de Lausanne... Muitos são os nomes deste monge de clausura que a providência tornou um peregrino no serviço de Deus e no pastoreio das almas. De linhagem nobre, nasceu em 1110 na casa real da Francônia. Quando sua mãe faleceu, seu pai, o … Continue lendo S. Amadeu de Lausanne (1110-1159), o monge trovador da Santíssima Virgem