Do coro dos monges se eleva um clamor

Em Cister, a saudação angélica do “Missus est” abre o Tempo do Advento É tarde de sábado. Sábado, que em um mosteiro é um dia de trabalho especialmente intenso: arrumar a igreja, preparar a liturgia e ensaiar os cantos, limpar a lâmpada do Santíssimo... Afinal, o sábado é a parasceve dos monges, a preparação para … Continue lendo Do coro dos monges se eleva um clamor

Ascensão do Senhor: “Pai, onde eu estou, que eles estejam comigo” (2)

Uma procissão Cisterciense “Pai, enquanto estava com eles, guardei-os em teu nome". Como vimos no post anterior, sobre estas palavras do Evangelho de João (Jo 17, 12-14) o abade Guerrico desenvolve seu sermão para a Ascensão. Palavras estas que são especialmente queridas ao coração de seus monges, pois elas constituem o canto de uma procissão … Continue lendo Ascensão do Senhor: “Pai, onde eu estou, que eles estejam comigo” (2)

Ofício Divino: Hino Gregoriano “A Solis Ortus”

Como complemento do Ofício Divino: Breviário da Festa da Epifania do Senhor  , publicamos o Hino Gregoriano "A Solis Ortus Cardine". Hino A Solis Ortus O texto deste hino (cuja tradução aproximada para o português seria “Desde o nascente do Sol, até os limites da terra”) é um poema cristão do quinto século, que narra a … Continue lendo Ofício Divino: Hino Gregoriano “A Solis Ortus”