Do coro dos monges se eleva um clamor

Em Cister, a saudação angélica do “Missus est”
abre o Tempo do Advento

É tarde de sábado. Sábado, que em um mosteiro é um dia de trabalho especialmente intenso: arrumar a igreja, preparar a liturgia e ensaiar os cantos, limpar a lâmpada do Santíssimo… Afinal, o sábado é a parasceve dos monges, a preparação para a sua páscoa semanal. Em Cister, os monges, cansados, mas reconfortados pelo desjejum tomado há poucos instantes, iniciam a celebração das Vésperas. As antífonas, já conhecidas de memória, voam lentamente entre as pedras nuas dos arcos da nave, ecoando os últimos salmos do saltério e o fim de mais uma semana de oração e trabalho. É tarde se sábado, mais um entre tantos, afinal.

Eis, porém, que algo acontece: o cantor e mais dois irmãos, diferentemente dos outros dias, se dirigem ao centro do coro, e entoam, como um clamor em meio ao silêncio, um longo e solene responsório: Missus est Gabriel angelus ad Mariam — o Anjo Gabriel foi enviado a Maria. E então, quebrando tanto a humilde rotina da Virgem quanto a monotonia do ofício ferial dos monges, se anuncia algo eternamente novo: Ecce concipies et paries, et vocabitur Altissimi Filius. A partir de então, já nada será como antes, pois, nesse anúncio, a graça de Deus foi derramada sobre o mundo. E, no coro de Cister, brota uma contida mas profunda alegria, na expectativa do Rei que veio e virá. É Advento.

O Anjo Gabriel nos abre os tesouros do Advento

Na tradição cisterciense, as grandes solenidades e os tempos fortes do ano litúrgico são abertos por um longo responsório solene, chamado de responsorium magnum, que através da profusão de melismas chama a atenção para um texto especial, que lança luz sobre o mistério que será celebrado. No caso do Advento, tal responsório é o Missus est, inspirado no texto da Anunciação (Lc 1, 26-38), o qual foi também comentado por São Bernardo nos famosos “Sermões sobre o Missus est”.

Responsório Missus est (Advento). Coro dos monges da Abadia de Gethsemani (EUA)

Tradução:

R/. O anjo Gabriel foi enviado à Virgem Maria, esposa de José, anunciando-lhe uma palavra; e a Virgem ficou temerosa com a [sua] luz. – Não temas, Maria, encontraste graça junto ao Senhor: * Eis que conceberás e darás a luz, e [o menino] será chamado Filho do Altíssimo.
V/. O Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi, e ele reinará para sempre na casa de Jacó. * Eis que conceberás.


Percorrendo o caminho…

O Tempo do Advento, que agora iniciamos, é um tempo de alegre e serena expectativa diante do glorioso anúncio: “Levanta os olhos, Jerusalém, e contempla o teu Salvador que vem para te libertar”. Mas é também um tempo de vigilância e preparação, “a fim de que os vossos corações se conservem irrepreensíveis na santidade diante de Deus, para o dia da vinda do Senhor Jesus e de todos os seus Santos” (1Ts 3, 13).

Ao longo desse tempo, a Liturgia nos abre os tesouros da esperança messiânica de Israel (nos Profetas e nos Salmos) e de seu cumprimento (no Novo Testamento). Que o Senhor, quando vier, nos encontre vigilantes na oração, solícitos nas obras, e fervorosos na santidade.

Como a liturgia do Advento poderá nos ajudar nessa tarefa? Vamos percorrer juntos esse caminho!

Partilhe aqui sua experiência! Seus comentários,
perguntas e sugestões são sempre bem-vindos.

16 comentários sobre “Do coro dos monges se eleva um clamor

  1. O canto gregoriano é uma música que vem do Céu. É um tesouro da Igreja, que precisa ser resgatado. Os mosteiros são a grande esperança de renovação da Igreja e do mundo.
    Que Deus os abençoe!

    Curtido por 3 pessoas

  2. É preciso mergulhar profundamente no mistério da Encarnação do Verbo para compreender a profundidade desta antífona! Nela, está a realização plena do plano salvífico de Deus para nós. Quem descobre isso, descobre realmente o tesouro que por hora não se encontra mais escondido. Bem aventurados são os que o encontraram.
    O texto descreve a mística da vida monástica que tem como eixo direcionador a sagrada liturgia. Para nós, a liturgia é ponto nodal da união da vontade divina e da vontade humana. Cristo na Palavra, no sacerdote, nos sacramentos! Tal mística só pode ser percebida pelo senso da fé unida à faculdade da razão. Crer para entender, como nos ensina santo Agostinho. Obrigado por compartilhar conosco este tesouro. Que o Espírito Santo atualize em nossos corações neste Advento do Senhor a expectativa pela “chegada-permanente do Verbo da Vida.

    Curtido por 3 pessoas

  3. Muito especial essa característica da Tradição Cisterciense de que os tempos fortes do ano litúrgico sejam abertos por um responsório solene. Nesse sentido, foi emocionante escutar o “Missus est”. Riqueza para a Igreja.
    Por favor, poderiam nos recomendar algum Salmo e/ou Passagem dos Profetas para nos ajudar na preparação para o Advento?

    Curtido por 3 pessoas

    • Olá, Guilherme
      Eu pessoalmente gosto muito de meditar os primeiros versículos do Salmo 42 (41):
      “Assim como a corça anseia pelas águas vivas, também suspira minh’alma por Vós, ó meu Deus. Minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo…”. E medito sobre a sede imensa que a nossa alma tem por Deus, e como só Deus a preenche por completo, com São Rafael Barón exclama “Só Deus preenche a alma…, e a preenche toda!”. Também gosto muito de contemplar a graça abundante que a Santa Mãe de Deus e São José viveram durante essas últimas semanas da gravidez de Maria. Imagine só quanta alegria e quanta graças eles viveram e que, pelo Corpo de Cristo, essa mesma graça e alegria também é nossa. Vinde, adoremos!
      Grande abraço!

      Curtido por 2 pessoas

    • Quanto aos Profetas:
      O profeta do Advento “por excelência” é Isaías. Não é por acaso que ele é lido na Missa ao longo de praticamente todo o tempo do Advento. Sua profecia se abre com as palavras “Naquele dia…”, referindo-se aos dias do Messias, o Ungido (em grego: “Christós”), aquele que virá resgatar os filhos de Deus dispersos e restaurar Jerusalém. A liturgia do Advento lê todas essas profecias em chave cristológica, isto é, se referindo à vinda de Jesus, o Cristo (o Messias).
      Tomemos, por exemplo, as leituras da missa de hoje (3ª-feira da 1ª semana do Advento):
      “Naquele dia, nascerá uma haste do tronco de Jessé (isto é, da descendência do Rei Davi), e sobre ele repousará o Espírito do Senhor”. O profeta Isaías se refere ao Messias que virá; e depois de descrever simbolicamente a obra de redenção que ele realizará, o profeta conclui: “Naquele dia, a raiz de Jessé se erguerá como um sinal para todos os povos. Hão de buscá-la todas as nações, e gloriosa será a sua morada”.
      Ou seja, Isaías profetiza para o futuro aquilo que o Apóstolo Paulo afirma estar se realizando no tempo presente (o tempo messiânico): a restauração de todas as coisas em Cristo (Ef 1, 9-10).

      Quanto aos Salmos, tomemos o salmo responsorial da mesma missa, o Salmo 71 (que é um salmo messiânico):
      “Ó Deus, confiai ao Rei (isto é: o Rei-Messias, que há de vir) vossos juízos, entregai vossa justiça ao descendente da realeza (…) Nos seus dias (isto é, nos dias do Messias e da restauração universal) a justiça florirá, e haverá paz em abundância para sempre”. E o salmo termina assim: “Seja bendito o seu nome para sempre, e que dure como o sol sua memória”.

      Fica o convite à reflexão: de que forma Deus deseja que essa palavra se realize – se encarne – em nossa vida (em em nossas comunidades), HOJE?

      Curtido por 1 pessoa

  4. Viver o Advento de Cristo é tal como esperar aquela visita muito amada, muito esperada. É o Senhor que vem e permanece, embora já o tenha vindo, vem todos os dias, como diz Agostinho e virá na Parusia. Tempo de fazer faxina no coração, renunciar ao pecado pelo santo temor e amor à Deus, pois ele é Α Ω, princípio e fim.

    Curtido por 3 pessoas

    • Até onde sei (vou pesquisar melhor) esses sermões não estão disponíveis em português na íntegra (existem apenas trechos reproduzidos aqui e ali).
      Mas eles podem ser lidos (além do original latino, obviamente) em várias línguas, por exemplo espanhol (Biblioteca de Autores Cristianos [BAC]: San Bernardo, Obras Completas).
      Bento XVI concluiu sua catequese sobre São Bernardo com uma famosa citação do Missus est:

      “Gostaria de concluir estas reflexões sobre São Bernardo com as invocações a Maria, que lemos numa sua bonita homilia:
      ‘Nos perigos, nas angústias, nas incertezas – diz ele – pensa em Maria, invoca Maria. Que ela nunca abandone os teus lábios, nem o teu coração; e para obteres a ajuda da sua oração, nunca esqueças o exemplo da sua vida. Se a segues, não te podes desviar; se lhe rezas, não te podes desesperar; se pensas nela não podes errar. Se ela te ampara, não cais; se ela te protege, nada temes; se ela te guia, não te cansas; se ela te é propícia, alcançarás a meta…” (Hom. II super “Missus est”, 17)”.
      https://w2.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2009/documents/hf_ben-xvi_aud_20091021.html

      Curtido por 2 pessoas

  5. Medito sobre esse responsorio solene que: “lança luz sobre o mistério que será celebrado.”
    O Anjo Gabriel ao falar com Maria Santíssima fala ainda hoje nesse tempo do advento a cada um de nós: NÃO TENHAS MEDO! Ao abrir nosso humilde e orgulhoso coração a Luz do Salvador fará sua obra salvadora.
    Esse suave e profundo convite de receber o Salvador é ecoado a cada instante, o abandono e confiança plena de Maria nos é um exemplo nos enfrentamentos diários.
    O advento é tão profundo e místico que ao refletir nos transporta a uma nova forma de viver e ver o sentido da vida.

    Curtido por 1 pessoa

  6. No livro do Apocalipse, podemos ler: “eis que venho em breve, e trago comigo o salário para retribuir a cada um conforme o seu trabalho” (22,12). O presbítero Pedro de Blois, em seu sermão sobre o Advento escreve: “Que Cristo Jesus nos salve, não segundo as más obras que praticamos, mas segundo a sua grande misericórdia, ele que já recebemos como Salvador e que esperamos como juiz”.
    Faço votos de que todos nós nos encontremos com o Senhor que vem neste santo Natal, pois o encontro com Cristo muda definitivamente os rumos de nossas vidas!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s